PRODUÇÃO EM RITMO LENTO E CONSUMO EM ACELERAÇÃO

06/04/2022 - 08:05:54

Em 2021, a produção de borracha não foi suficiente para atender à demanda. Esta é a conclusão do relatório do International Rubber Study Group (IRSG), publicado em dezembro de 2021.

Para quem ainda não conhece, o IRSG é uma organização intergovernamental, cujo principal objetivo é melhorar a transparência do mercado global da borracha e fortalecer a cooperação internacional em questões relacionadas ao setor.

Seus membros, assinantes e parceiros, representam governos, empresas e organizações que estão moldando e transformando a indústria da borracha de forma estratégica e socialmente responsável.

As reuniões anuais do IRSG estão entre as maiores assembleias regulares de especialistas em borracha em todo o mundo, e o grupo oferece uma oportunidade única para melhorar a colaboração do setor e se conectar com líderes ou empreendedores jovens e inovadores.

No cenário das estatísticas mundiais da borracha, apresentado pelo IRSG, o menor crescimento da produção em relação ao consumo tem várias razões estruturais, especialmente a diminuição da produtividade média e a redução da área de plantio.

Em relação à semeadura, é muito importante notar a queda de novos plantios nos principais países produtores de borracha do mundo que, nos últimos 10 anos, teve dois momentos muito diferentes: nos primeiros 5 anos, uma média de 400 mil hectares por ano; nos últimos 5 anos, média de 50 mil hectares.

Já em relação à área total de semeadura nos onze principais países produtores do mundo, é importante notar que, desde 2012, a expansão se inverte e se torna uma contração que, nas projeções do IRSG, é mantida ao longo da década de 2020.

Na produção mundial, vale ressaltar a redução percentual na região asiática e o crescimento na África e nas Américas; esta última em maior percentual. Esta situação é marcante por conta de um alerta feito pelo economista Jom Jacob no final do ano passado, registrado na Conferência SLTC: a produtividade dos principais países produtores também está caindo.

Para Jacob, espera-se que o desempenho médio melhore a partir de 2022, embora em ritmo lento. Segundo o economista, isso pode diminuir, em parte, o impacto na produção causado pela estagnação/redução da área produtiva após 2022.

Por outro lado, nos últimos anos o consumo continua crescendo de 2 para 3 pontos percentuais por ano, bem como nas projeções até 2030.

Mais uma vez, vale ressaltar que, em todos os lugares, há sinais de que o mundo precisa repensar sua estratégia de produção de borracha. Na América Latina, em particular, continuamos enfrentando os desafios de nos reposicionarmos estrategicamente para este futuro de menor crescimento da produção e maior consumo.




Veja Também

GILSON PINHEIRO, DIRETOR TÉCNICO APABOR, É DESTAQUE EM REPORTAGEM SOBRE O SETOR

Nosso diretor técnico, Gilson Pinheiro, participou de importante reportagem publicada no jornal Diário da Região sobre os investimentos em mudas e porta-enxertos que possuem melhoramento genético. De acordo com a matéria, novas mudas de seringueiras têm sido desenvolvidas em pesquisas de...

SALVE ESTA DATA!

No mês de novembro, dias 24 e 25, você tem um encontro marcado com a APABOR!

O 13º Ciclo de Palestras sobre a Heveicultura Paulista acontecerá no Teatro Paulo Moura, em São José do Rio Preto (SP) e tem tudo para ser uma das edições mais empolgantes da história da nossa...

Hoje é dia de #TBT

Hoje é dia de #TBT e a gente te traz um presente sensacional diretamente do World Rubber Summit 2022 (Cúpula Mundial da Borracha) para você assistir na íntegra!

Este evento incrível organizado pela IRSG (International Rubber Study Group), aconteceu neste ano em Singapura com o tema...

MERCADO DE CARBONO

O ministro da Economia, Paulo Guedes, e os secretários de Desburocratização e Governo Digital, Caio Mario Paes de Andrade, e de Produtividade e Competitividade, Daniella Marques, participam nesta semana do Congresso Mercado Global de Carbono – Descarbonização & Investimentos...

Tire suas dúvidas ou deixe sua opinião! Entre em Contato